quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Artilheiro da Taça Internacional em São João da Boa Vista (SP) pode ser a solução do ataque do Santos em 2019

Yuri Alberto disputou competição em São João da Boa Vista (foto: Célio Messias)


Li, agora há pouco, uma reportagem sobre contratações no Santos Futebol Clube para a temporada de 2019. Não observei nada de interessante. Nada de reforços, por enquanto. O clima na baixada é mais pessimista do que otimista em relação à vinda de novos jogadores. A grana parece curta pelos lados de Vila Belmiro. 

Assim, o presidente José Carlos Peres terá que se virar para montar um elenco competitivo para o exigente argentino Jorge Sampaoli, técnico recém-contratado para comandar o Peixe.

Com o final do empréstimo de Gabriel Barbosa (Gabigol), que retorna à Internazionale, da Itália, o Peixe ainda não sabe quem irá ocupar o posto de principal atacante do clube.

Muitos atletas que estavam emprestados a outros clubes voltam ao alvinegro praiano, mas não chegam a empolgar diretoria e torcida. Um desses exemplos é Rodrigão, que defendeu o Avaí este ano, e conseguiu ascender à série A do Brasileirão.

Mesmo com boas atuações em Florianópolis, o baiano não deve ser a solução do ataque do Santos. A não ser que haja reviravolta.

Uma das opções de Sampaoli poderia vir da base. O atacante Yuri Alberto, de 17 anos de idade, que já jogou entre os profissionais, teria sido elogiado pelo novo técnico.

Possível aposta do ex-técnico da seleção Argentina, Yuri Alberto nasceu em São José dos Campos (SP). Em 2015, quando tinha apenas 14 anos, o garoto se destacou na 16ª Taça Internacional de Futebol do Interior Paulista Brasil, realizada em São João da Boa Vista (SP).

Atualmente, o evento organizado pela Rick Eventos, com apoio da Prefeitura e Unifeob, tem o nome de Taça São João de Futebol do Interior Paulista - Brasil. 

Yuri Alberto é o último na parte superior da esquerda para a direita (foto:Guto Moreira)

Naquela ocasião, nos gramados de São João, o menino vestiu a camisa da Academia Defut Esportiva, de sua cidade natal, e não decepcionou. Muito pelo contrário. Ele marcou 12 gols na categoria sub 14, que o fizeram se tornar o artilheiro da competição.  


Boletim final da 16ª Taça Internacional mostra o nome do artilheiro da categoria sub 14

Mais tarde, ao chegar ao tricampeão da Libertadores e bi mundial, Yuri Alberto ficou na base e, depois, subiu aos profissionais com o então treinador Elano. Na sequência, entrou em campo sob o comando dos ex-técnicos Jair Ventura e Cuca.

No entanto, com raras oportunidades e falta de experiência em jogar num time grande, o atacante deixou a desejar. Mesmo assim, o atleta continua sendo uma das apostas da diretoria.

Agora, se Sampaoli o colocar mesmo (depois dos elogios) para jogar, Yuri Alberto poderá fazer o que tanto sabe: gols. 

Quem sabe, ele possa brilhar como brilhou na Taça Internacional de São João da Boa Vista, há 3 anos.  

Essa é a torcida dos santistas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário