terça-feira, 20 de julho de 2021

Reflexão sobre dias gelados

Manhã de terça-feira (20/07) gelada de inverno brasileiro, com os termômetros registrando temperatura abaixo dos dez graus em São João da Boa Vista, interior paulista. No céu ensolarado, praticamente sem nuvens, dava para ver, naquele momento da manhã, apenas os rastros de um avião que trafegava rumo à região centro oeste do país.

A madrugada na “Cidade dos Crepúsculos Maravilhosos” foi muito fria, mas, graças a Deus, tive a oportunidade de dormir bem agasalhado. Por isso, exalto o nome do Senhor e o agradeço.

Diante de um clima desse, fico imaginando como dormiram as pessoas que vivem em situação de rua ou aqueles que residem em condições precárias sem agasalhos adequados? Não deve ser fácil.

Assim, antes de reclamarmos de qualquer situação adversa enfrentada, precisamos refletir e somente agradecer. 

 

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

Obediência

Sair às ruas com máscara, deixar de ir a eventos, higienizar as mãos (com mais frequência), evitar cumprimentos, como aperto de mão e abraço, se tornaram regras mundiais na tentativa de espantar o temido novo coronavírus, o causador da Covid-19. Não há outro assunto mais comentado no planeta que a doença responsável por levar desse mundo quantidade expressiva de pessoas em todos os continentes.

No Brasil, “parado”, há um ano, todos aguardam pelo fim desse pesadelo. A esperança de grande parte é a vacina. O imunizante já foi aplicado em alguns milhões de brasileiros, primeiramente, nos definidos linha de frente e população idosa. Mesmo assim, a eficácia ainda não é totalmente comprovada, em razão do surgimento das variantes da doença.

Pelo que acompanhamos nos noticiários, via sites, rádio, televisão, além de redes sociais, é que a imunização fará com que a normalidade se aproxime. Existe a expectativa.  

Mas, enquanto não nos curvarmos e entendermos que Deus é a solução para resolver todos os nossos problemas, nada será alterado. Essa doença foi permitida por Deus para que pudéssemos buscar mais pela palavra. Engana-se quem imagina que somente a vacina produzida será suficiente. A dose ainda é uma incógnita. E, conforme dizem os especialistas, tudo está em fase de estudos.

Ainda há tempo de nos humilharmos a Jesus e sermos ouvidos. Os tempos são difíceis e a previsão é de que piore. É momento de clamarmos ao Senhor. É hora de sermos mais obedientes e provar que o amamos de todo o nosso coração.

Dessa forma, segundo a Bíblia, a resposta virá, conforme escrito no livro de Mateus, capítulo 21, versículo 22: “E tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis”.

Que dobremos mais os joelhos.