segunda-feira, 25 de março de 2019

São João da Boa Vista começa a luta para conquistar o 8º título da Taça EPTV de Futsal


Na noite de segunda-feira, 1º de abril, às 20h, quando o árbitro apitar o início do jogo entre São João da Boa Vista e Águas da Prata, previsto para o ginásio Mário Dario (Russão), em Mococa, válido pela 23ª Taça EPTV de Futsal, os sanjoanenses irão passar a torcer para a cidade conquistar o oitavo título da competição.

A Taça é organizada pela emissora afiliada da Rede Globo, na região central do Estado de São Paulo. Desta vez, são 33 municípios participantes. Nenhum deles tem mais títulos que São João. 

Temido por adversários, o time da "Cidade dos Crepúsculos Maravilhosos" tem uma rica bagagem com 7 títulos conquistados. Neste ano, pertencente ao grupo 9, a equipe apoiada pela Prefeitura disputa a primeira fase com Águas da Prata, Araras e Leme.

O segundo jogo está marcado para o dia 11, às 20h, em Caconde, contra Leme.
A estreia em casa está agendada para a terceira rodada da primeira fase, no dia 25, mesmo horário, no ginásio do CIC – Centro de Integração Comunitária.

São João tem o patrocínio da Prefeitura, com a coordenação do Departamento Municipal de Esportes. O técnico da equipe é o ex-jogador Robinson Pistore (Robinho), auxiliado pelo professor João Batista de Almeida (Caxambu) e o preparador físico Eduardo Tenari.

Segundo informações da comissão técnica, a base para a disputa deste ano é praticamente a mesma que venceu em 2018.

Se São João terá sucesso novamente, os torcedores só ficarão sabendo no dia 1º de junho, quando acontece a decisão da Taça EPTV. 

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Artilheiro da Taça Internacional em São João da Boa Vista (SP) pode ser a solução do ataque do Santos em 2019

Yuri Alberto disputou competição em São João da Boa Vista (foto: Célio Messias)


Li, agora há pouco, uma reportagem sobre contratações no Santos Futebol Clube para a temporada de 2019. Não observei nada de interessante. Nada de reforços, por enquanto. O clima na baixada é mais pessimista do que otimista em relação à vinda de novos jogadores. A grana parece curta pelos lados de Vila Belmiro. 

Assim, o presidente José Carlos Peres terá que se virar para montar um elenco competitivo para o exigente argentino Jorge Sampaoli, técnico recém-contratado para comandar o Peixe.

Com o final do empréstimo de Gabriel Barbosa (Gabigol), que retorna à Internazionale, da Itália, o Peixe ainda não sabe quem irá ocupar o posto de principal atacante do clube.

Muitos atletas que estavam emprestados a outros clubes voltam ao alvinegro praiano, mas não chegam a empolgar diretoria e torcida. Um desses exemplos é Rodrigão, que defendeu o Avaí este ano, e conseguiu ascender à série A do Brasileirão.

Mesmo com boas atuações em Florianópolis, o baiano não deve ser a solução do ataque do Santos. A não ser que haja reviravolta.

Uma das opções de Sampaoli poderia vir da base. O atacante Yuri Alberto, de 17 anos de idade, que já jogou entre os profissionais, teria sido elogiado pelo novo técnico.

Possível aposta do ex-técnico da seleção Argentina, Yuri Alberto nasceu em São José dos Campos (SP). Em 2015, quando tinha apenas 14 anos, o garoto se destacou na 16ª Taça Internacional de Futebol do Interior Paulista Brasil, realizada em São João da Boa Vista (SP).

Atualmente, o evento organizado pela Rick Eventos, com apoio da Prefeitura e Unifeob, tem o nome de Taça São João de Futebol do Interior Paulista - Brasil. 

Yuri Alberto é o último na parte superior da esquerda para a direita (foto:Guto Moreira)

Naquela ocasião, nos gramados de São João, o menino vestiu a camisa da Academia Defut Esportiva, de sua cidade natal, e não decepcionou. Muito pelo contrário. Ele marcou 12 gols na categoria sub 14, que o fizeram se tornar o artilheiro da competição.  


Boletim final da 16ª Taça Internacional mostra o nome do artilheiro da categoria sub 14

Mais tarde, ao chegar ao tricampeão da Libertadores e bi mundial, Yuri Alberto ficou na base e, depois, subiu aos profissionais com o então treinador Elano. Na sequência, entrou em campo sob o comando dos ex-técnicos Jair Ventura e Cuca.

No entanto, com raras oportunidades e falta de experiência em jogar num time grande, o atacante deixou a desejar. Mesmo assim, o atleta continua sendo uma das apostas da diretoria.

Agora, se Sampaoli o colocar mesmo (depois dos elogios) para jogar, Yuri Alberto poderá fazer o que tanto sabe: gols. 

Quem sabe, ele possa brilhar como brilhou na Taça Internacional de São João da Boa Vista, há 3 anos.  

Essa é a torcida dos santistas.