quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Protesto eficiente é o da urna

Logo que acessei as redes sociais e sites, no dia 7 de setembro (Dia da Independência do Brasil), o que mais vi foram comentários de “especialistas” detalhando opiniões acerca da atual situação do país.

Inúmeras “análises” em cima de publicações de textos, vídeos, fotos, frases, desenhos que explicitavam, na maioria dos casos, sentimentos de raiva, rancor, ódio, vingança, inveja.

As manifestações no Dia da Pátria, realizadas praticamente no país todo, levaram apoiadores e divergentes do governo federal a soltarem o grito por suas causas. Uniformizados ou não, eles se AGLOMERARAM por diversas ruas e espaços públicos Brasil afora.

A meu ver, entendo desnecessário desse tipo de conduta. Discutir, berrar, apontar, julgar quem é o melhor ou o pior não resolve absolutamente nada. Onde há ódio não há DEUS.

Por isso, a melhor forma de protesto favorável ou desfavorável pode ser feita tranquilamente, sem violência verbal ou física, no dia da eleição. É na urna que o Brasil verá o eleito escolhido pelo POVÃO.

Assim, protesto eficiente é executado na urna. 

 

terça-feira, 20 de julho de 2021

Reflexão sobre dias gelados

Manhã de terça-feira (20/07) gelada de inverno brasileiro, com os termômetros registrando temperatura abaixo dos dez graus em São João da Boa Vista, interior paulista. No céu ensolarado, praticamente sem nuvens, dava para ver, naquele momento da manhã, apenas os rastros de um avião que trafegava rumo à região centro oeste do país.

A madrugada na “Cidade dos Crepúsculos Maravilhosos” foi muito fria, mas, graças a Deus, tive a oportunidade de dormir bem agasalhado. Por isso, exalto o nome do Senhor e o agradeço.

Diante de um clima desse, fico imaginando como dormiram as pessoas que vivem em situação de rua ou aqueles que residem em condições precárias sem agasalhos adequados? Não deve ser fácil.

Assim, antes de reclamarmos de qualquer situação adversa enfrentada, precisamos refletir e somente agradecer.