quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Errou? Peça perdão e bola pra frente!

Até parece que os críticos do árbitro Thiago Peixoto, que apitou o jogo entre Corinthians e Palmeiras, na noite desta quarta-feira, 22, no Itaquerão, nunca erraram na vida. 

Pela maneira com que estão se comportando torcedores, jogadores, dirigentes, jornalistas, enfim, pessoas que viram o lance, dá a impressão de que eles sempre caminharam na retidão.

Não é bem assim, não. Houve equívoco, sim, por parte do “homem de amarelo”, que aplicou erroneamente o cartão vermelho para o volante Gabriel, do Corinthians, que não cometeu a falta sobre o atacante Keno, do Palmeiras.

No entanto, Thiago reconheceu a falha e assumiu publicamente ter prejudicado a equipe mandante naquele momento. Mesmo com a atitude, o árbitro deverá ser punido pela comissão de arbitragem. Mas, o mais importante é o reconhecimento do erro. 

Na vida é assim. Ser humano e erro são inerentes. Basta reconhecer, pedir perdão e lutar para impedir o erro novamente. Por isso, antes de apontar o dedo para o rosto de alguém é preciso pensar mil vezes. 

Afinal, ninguém sabe o que pode acontecer no dia seguinte.



Nenhum comentário:

Postar um comentário