domingo, 26 de abril de 2015

Pênalti desperdiçado por atacante palmeirense poderá ter sido o "gol" do título do Santos


Foi irregular o gol de Leandro Pereira, que deu vitória ao Palmeiras, na tarde deste domingo, 26, no primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista, contra o Santos, no Allianz Parque.

Na jogada em que a rede do Peixe balançou, provocando a euforia dos alviverdes, o meia Robinho, do Verdão, estava completamente impedido e contribuiu com o lance que, confundiu a zaga do Santos, e originou no único gol do clássico.  

Contudo, como a torcida não tinha nada a ver com isso, muito menos o atacante autor do gol, a comemoração surgiu em alto som nas arquibancadas do antigo Parque Antártica.

O Alvinegro Praiano pouco produziu, nos mais de 90 minutos de partida. Mais se defendeu do que atacou. Esperou muito pelos contra-ataques e, quando eles vieram, acabou desperdiçando, principalmente, com o artilheiro Ricardo Oliveira. 

Embora o Santos tenha saído da capital derrotado, a reversão do placar na Baixada Santista, no próximo domingo, 3, não será algo do outro mundo.

Tanto santistas quanto palmeirenses sabem que na Vila Belmiro, as dificuldades de quem enfrenta o Santos são bem maiores. Primeiro porque o estádio transforma-se num caldeirão; segundo devido ao time se impor com velocidade.

É por isso que, como observador, acredito que aquele pênalti desperdiçado por Dudu, do Palmeiras, que poderia dar uma vantagem maior ao time do técnico Osvaldo de Oliveira, no jogo de volta, será o "gol" do título do Santos Futebol Clube.

E o Verdão não soube aproveitar o fato de atuar com um jogador a mais em quase todo a segunda etapa. Poderia ter deixado o gramado, praticamente, com o troféu de campeão. Pagará caro pelo desperdício.

Dá pra entender agora, o motivo da magra vitória, por 1 a 0, não ter sido muito comemorada?


Foto: Uol


Nenhum comentário:

Postar um comentário