quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Quem espera sempre alcança

Embora muitos afirmem que a Ponte Preta não retorne da Argentina com o sonhado título da Copa Sul-Americana, diante do Lanús, sou contrário às opiniões pessimistas. Assim como deixou para trás Vélez Sarsfield e São Paulo – vencendo os dois confrontos fora de casa -, acredito que chegou a hora da Macaca. 

Eu e o Brasil inteiro, exceto torcedores de Guarani (eternos rivais), Atlético Paranaense e Goiás (que não querem a Ponte campeã porque um deles, no caso o alviverde de Goiânia, ficaria fora da Taça Libertadores de 2014), estamos torcendo por um dos clubes mais velhos do Brasil.  

É evidente que a conquista de um campeonato é feita de detalhes. Pensando desta forma, entendo que o incrível gol desperdiçado pelo gigante Santiago Silva, atacante do Lanús, confirmou o título ao time de Campinas. Chutar para fora uma chance daquela numa final de competição é pedir para carimbar o vice.  

É claro que na quarta-feira (11) haverá o segundo e decisivo duelo com toda a pressão da torcida argentina em seu caldeirão, mas acredito que a Ponte não se intimidará. Apesar do rebaixamento no Brasileirão, a participação na Sul-Americana tem sido o extremo do oposto. Nem parece o mesmo time.

Por isso, vou além e enfatizo: a Ponte vencerá o Lanús na Argentina e fará com que a cidade de Campinas entre na rota da Libertadores do ano que vem.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário