domingo, 6 de outubro de 2013

De tantos jogadores mostrados, faltou Adílio nessa história


Mesmo não entrevistado --mas mostrado com seus gols importantes --pelo Esporte Espetacular da TV Globo, em reportagem exibida neste domingo (5), sobre os títulos brasileiros do Flamengo, o meia Adílio será sempre lembrado como um dos maiores jogadores da história do rubro-negro carioca. Avalio como falha o programa esportivo do plim-plim não ter ouvido o meio-campista que brilhou nas mais importantes conquistas do Mengão: Mundial de Clubes, Libertadores, Brasileiros e Cariocas. Sem dúvida, faltou Adílio.

                                         Entrevista com Adílio em agosto de 2013

Há dois meses, tive a oportunidade de conversar com o ídolo flamenguista, durante um jogo beneficente realizado em São João da Boa Vista (SP), ocasião em que o máster do Mengão do qual Adílio ainda joga venceu um combinado sanjoanense por 2 a 1.

Naquela tarde, em rápida entrevista à beira do gramado da Sociedade Esportiva Sanjoanense, o humilde Adílio me deu atenção para relembrar os bons tempos de Gávea. Como uma das peças fundamentais do clube, na década de 1980, o ídolo flamenguista não se esquece dos demais jogadores. “A gente fica muito honrado de ter jogado neste time maravilhoso. Mozer, Marinho, Raul, Júnior, Leandro, Nunes, Tita. Hoje, nós estamos representando flamengo muito bem”, disse.  

Considerado um dos melhores amigos de Zico, quando jogador, Adílio fez questão de destacar que ainda mantém contato com o maior camisa 10 da vida do Flamengo. “Até hoje. Não só com o Zico, mas com o grupo todo. A gente sabe e entende que o Flamengo é muito grande”, afirmou.

Neste domingão, a torcida rubro-negra recordou dos seis títulos brasileiros conquistados. Só faltou ver na telinha, também, o depoimento de um dos grandes responsáveis pelo sucesso do Flamengo: o meia Adílio. Não há dúvida.





Nenhum comentário:

Postar um comentário