sábado, 13 de abril de 2013

Se depender do “mundo”, gigantes da Espanha se enfrentarão na final da Champions


“Futebol é negócio, não se iluda”. Essa frase do jornalista Jorge Kajuru, dita durante entrevista ao repórter Tony Marques, da Rádio Piratininga de São João da Boa Vista, me faz imaginar e refletir sobre o que ocorre nos bastidores futebolísticos. Contratação de jogadores, demissão de técnicos, convocação para a seleção do país em que o atleta representa, a famosa “mala branca”, enfim, muitas situações.

Na semana passada, por exemplo, fiquei meio cabreiro em relação ao sorteio da Liga dos Campeões da Europa, que definiu os jogos das semifinais entre Bayer de Munique e Barcelona e Real Madri e Borussia Dortmund. Se perguntar para qualquer apaixonado por futebol, qual a final preferida para assistir, não tenha dúvida que a maioria irá dizer o duelo entre Barcelona e Real Madri na decisão.

O fato é que o mundo gostaria de ver o confronto dos gigantes espanhois porque, são neles, onde estão os atletas mais badalados do mundo na atualidade. Principalmente, o argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o português Cristiano Ronaldo, do Real Madri, ambos clubes da Espanha.

É diante desta situação que me pergunto: será mesmo que houve sorteio para os jogos das semifinais? Ou foi algo programado?  Pode ser que sim, pode ser que não. No entanto, dá pra se ficar com um pé atrás. Para a mídia, patrocinadores e quem gosta de futebol, é muito mais atrativo ver um duelo entre os melhores jogadores do mundo, no caso Messi e Cristiano Ronaldo, do que uma partida comum.

Talvez possa estar equivocado quanto a desconfiança em relação ao sorteio da Champions League, mas, prefiro acreditar, por enquanto, que a frase do polêmico Kajuru é a mais adequada para o momento. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário