quarta-feira, 11 de julho de 2012

Santos, Palmeiras e Corinthians já comemoraram em 2012. Falta o São Paulo.


                                                   Imagemarquivo internet

Assim que o poçoscaldense Sandro Ricci pediu a bola e ergueu os braços encerrando o jogo entre Coritiba e Palmeiras, que empataram por 1 a 1, no Couto Pereira, a massa alviverde soltou o grito de campeão da Copa do Brasil, após um rigoroso jejum de títulos de expressão nacional.

Fazia muito tempo mesmo, hein? Mais de uma década sem faturar um título de peso, que valesse a pena comemorar. Demorou, mas chegou. E, novamente, sob o comando de Felipão, que suportou todas as críticas envolvendo o seu trabalho, principalmente o gordo salário de R$ 700 mil mensais.

No bolão do “Panáticos por Futebol” – exibido pela Jovem Pan São João na última terça-feira, no “Jornal da Manhã” – acertei o resultado da finalíssima. Palpitei 1 a 1. À Curitiba, sabia que o Verdão viajaria apenas para buscar o troféu do título. Era impossível o Coritiba vencer por dois a zero para, mesmo assim, levar a decisão às cobranças de pênaltis.  

Apesar de ser limitado, o Palmeiras fez o resultado no primeiro jogo disputado em Barueri (SP), quando venceu por 2 a 0. Naquela ocasião, deu por encerrado o duelo.

Mesmo sofrendo o primeiro gol do lateral Ayrton, aos 17 minutos da segunda etapa, seria muito difícil voltar a São Paulo sem o troféu. O alívio veio após cobrança de falta de Marcos Assunção. O carequinha de Caieiras (SP) levantou a bola que resvalou na cabeça do desconhecido Betinho, vencendo o goleiro do Coxa, Vanderlei.

Título merecido ao Palmeiras, campeão da Copa do Brasil. Com essa conquista, os times paulistas mostram suas forças no cenário do futebol brasileiro. Quanto à rivalidade, a pressão se voltará ao Morumbi. Sabe por quê? É que após uma semana do título do Corinthians, que venceu a Libertadores, e um mês do título do Santos que faturou o Campeonato Paulista, e agora o título do Verdão, o único time grande de São Paulo que ainda não comemorou este ano é exatamente o Tricolor.

Bom, quanto ao São Paulo, a expectativa ficará voltada ao Brasileirão, que é bem mais difícil. Será que dá?  A resposta só em dezembro. Mas enquanto isso, já é certo que a Libertadores de 2013 terá um sabor especial porque já estão confirmados Corinthians e Palmeiras.

Emoção e rivalidade não irão faltar no ano que vem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário