sábado, 10 de dezembro de 2011

Choradeira verdadeira de quem alcançou o objetivo

Tarde de sábado, após um longo período conectado à internet, resolvi dar um tempo. Então, liguei a “caixinha de imagens” do meu quarto e acompanhei a entrevista do grupo “Bom Gosto”, no programa “TV Xuxa”, na Globo. Digamos que mais uma daquelas entrevistas em que há choradeira por parte do entrevistado, no caso, os músicos do grupo carioca. Digo choradeira não no sentido pejorativo, muito pelo contrário, por sinal. Acredito que as lágrimas eram de muita emoção. De olhos vidrados na tela pude imaginar como deve ser estar no “plim-plim” se apresentando junto com a “Rainha dos Baixinhos” e não se emocionar. Não digo emoção apenas por estar ao lado dela, mas sim, pelo fato de estar numa grande emissora de televisão. Ou seja, sendo visto no Brasil e no mundo. Sem dúvida, imagino que vieram à mente dos músicos do “Bom Gosto”, os momentos difíceis da carreira, principalmente aqueles em que eles pensaram em até desistir devido aos inúmeros obstáculos enfrentados.
As lágrimas também se derramaram porque o programa preparou alguns depoimentos de familiares e amigos, que contaram um pouco da luta diária dos artistas para conseguirem chegar ao sonhado objetivo musical. Com muita persistência, talento, sorte, humildade, e batalha contra aqueles que torciam contra, eles conseguiram alcançar o objetivo. É por isso que digo: seja na música, no esporte ou em qualquer profissão de destaque, sempre que houver alguém que veio de origens humildes e aparecer na televisão, sempre haverá choradeira devido à lembrança do passado difícil. Trata-se de choradeira de quem batalhou e provou para a sociedade e para aqueles que duvidavam, de que é possível vencer, principalmente quando se tem fé. Afinal, se Deus é por nós, quem será contra nós?


Nenhum comentário:

Postar um comentário