terça-feira, 13 de setembro de 2011

Queimadas criminosas



A poeira levantada pelos carros que passam pela estrada de terra praticamente camufla a fumaça que sobe lá no alto da serra. Fumaça criminosa, por sinal.

Semana passada, em visita ao município de São Sebastião da Grama, no interior de São Paulo, imaginei como deveriam estar desesperados alguns animais que viviam numa área rural. Uso a expressão, “viviam”, porque alguns bichos devem ter escapado a tempo e fugido para outro local, enquanto que outros devem ter morrido com o calor do fogo que destruiu parte da mata.

Agora, pergunto: existe a possibilidade de um incêndio começar assim, do nada? Acredito que não. Porém, dá a impressão que sim, porque tudo surge quando ninguém viu. Em se tratando dessas queimadas que atingem a região, tenho certeza que elas não começam sem provocação. Muito pelo contrário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário