sexta-feira, 11 de março de 2011

Entrevista com descendente no Japão sobre Terremoto

Fabinho Nagay e Lígia Nakamura são compositores do Grupo Toca do Pagode e moram no Japão

Acordei hoje, liguei a televisão, como de costume para acompanhar os telejornais e fiquei assustado com imagens exibidas ao vivo de um terremoto de grandes proporções que atingiu a região Nordeste do Japão. Cenas impressionantes de carros, caminhões, aviões e casas sendo arrastados pela correnteza de lama, devido à formação de um Tsunami. As autoridades japonesas ainda não informaram de forma oficial, o número de vítimas.

Quando soube desta tragédia, entrei em contato com dois amigos que residem no Japão: os compositores, Fabinho Nagay e Lígia Nakamura (descendentes de japoneses). Converso com eles todos os dias porque são compositores e autores de quatro faixas do CD do Grupo Toca do Pagode, de São João da Boa Vista, de qual faço parte. Conheci o casal por meio de outros compositores brasileiros que nos disseram que Nagay e Nakamura são excelentes autores musicais. E são mesmo. Tanto que as músicas foram selecionadas. Outro detalhe é que eles são autores da melodia do samba enredo da Escola de Samba Sol Nascente no Carnaval de 2011.
Fabinho está do “outro lado do mundo” há 17 anos, enquanto que Lygia reside por lá há 7 anos. Ele possui familiares em Manaus (AM) e ela em Maringá (PR).
O casal reside em Kakegawa-shi, cidade japonesa localizada na província de Shizuoka. Apesar de o Japão ter estrutura para lidar com este tipo de situação, não teve como eles ficaram preocupados.
“ A cidade fica próxima ao mar. Estamos sem comunicação por telefone. Aqui, as linhas estão todas interditadas. Apenas a internet está funcionando em algumas partes do Japão. Graças a Deus, aqui está pegando [comunicação via internet]. Já avisamos nossos familiares aí no Brasil para ficarem tranquilos”, concluiu Fábio Nagay.

Comunicação por telefone está quase impossível

Foi uma conversa rápida devido ao medo que se instalou no Japão. Todo mundo está em alerta geral porque trata-se de o maior terremoto na história do país. Durante a conversa tive de ser interrompido.
“Meu parceiro, vou sair porque estou sendo chamado por japoneses que estão decidindo o que vamos fazer a partir de agora por causa do terremoto e Tsunami. Qualquer coisa te aciono”, finalizou.

Um comentário:

  1. Ola Marcelo td bem?venho aqui agradecer pelo carinho e apoio q tem nos dado! Asituação aqui ainda está tensa,pois ainda estamos em ALERTA MÁXIMO...pois ainda pode vir um TSUNAMI..pois a madrugada toda estivemos acordados c medo e pavor,pois de 10 em 10 min estamos tendo terremotos...e em conseguência disso vindo pequenos TSUNAMIS.
    mas estarei mantendo vcs informados da situação. Várias cidades estão sem água potável,luz e gás! e esta muito frio aqui no japão.Muitos ainda estão sem telefone,somente internet funcionando continuamente! Mas agradeço de coração as orações e mensagens de apoio q estamos recebendo do brasil...Obrigado meus amigos. Lygia Nakamura e Fabinho Nagai

    ResponderExcluir