quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Será que o avião irá levá-lo?



Se tiver din-din, o avião decola para levar o sanjoanense. Caso contrário, nada feito. Ficará por aqui mesmo. Infelizmente, essa é a realidade enfrentada pelo atleta Luciano Jordão, que tentará embarcar rumo à Ásia, no fim deste mês, para disputar o 33º Campeonato Mundial de Luta de Braço, em Almaty, no Cazaquistão.


A competição será realizada de 28 de novembro a 04 de dezembro com a participação de atletas de vários países. Porém, antes de chegar à disputa, Luciano precisa vencer um adversário considerado preocupante: a falta de patrocínio. Os custos entre estadia e viagem somam R$ 5.000,00. Se tudo der certo, o atleta representará São João da Boa Vista e o Brasil na categoria 60 quilos. A luta contra o tempo é grande, pois o prazo para a confirmação está terminando.

Por isso, Luciano espera conseguir apoio o quanto antes. Mesmo com títulos brasileiros, paulistas, regionais, e sendo uma grande referência na modalidade, o atleta está tendo muitas dificuldades para poder viajar.

Paralelo ao esporte, Jordão atua como padeiro há mais de dez anos. Nascido em São João da Boa Vista, o atleta de 26 anos, mora no Jardim Vila Rica, onde são praticados os treinamentos na própria casa dele.

Mesmo treinando no quintal de casa e sem treinador, Luciano tem um currículo invejável: venceu dois campeonatos mundiais disputados na Rússia e Japão, foi vice no Brasil e quarto colocado no Canadá.

Dá para perceber que, talento não lhe falta. Ainda nesta semana, o atleta tentará apoio financeiro para poder viajar, e quem sabe trazer mais uma conquista para o Brasil, em especial para São João da Boa Vista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário