sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Plínio de Arruda Sampaio promove noite de autógrafos em São João

O acadêmico Plínio de Arruda Sampaio estará em São da Boa Vista no dia 28 de janeiro, sexta-feira, às 20 horas, para a noite de autógrafos do livro “Por que participar da política?”.
Organizado pela Academia de Letras de São João da Boa Vista, o evento será realizado na Papyrus Livraria, localizada à Rua Getúlio Vargas, 307 – Centro.
Dividido em sete capítulos distribuídos em 74 páginas, o livro é um convite para que os leitores, especialmente a juventude, conheçam e participem da vida política nacional. O questionamento central da obra é: "O que perdemos por nos desinteressar da política e o que ganhamos procurando entendê-la?"
Com essa publicação Plínio consegue se aproximar do eleitor de uma maneira incomum para os movimentos políticos, estabelecendo um diálogo com o cidadão comum, que não está familiarizado com conceitos básicos de política ou mesmo com expressões muito usadas pelos partidos de esquerda, como “burguesia”, “neoliberalismo”, dentre outros.

Palestra
No sábado, dia 29, Plínio estará no auditório do UNIFAE, às 20 horas, para uma palestra durante a cerimônia de posse da nova diretoria da Academia de Letras de São João da Boa Vista. Na ocasião, Francisco de Assis Carvalho Arten, assumirá o cargo de presidente da Academia em substituição a Maria Célia de Campos Marcondes. O mandato é de dois anos.

Biografia
Plínio Soares de Arruda Sampaio nasceu em São Paulo, no dia 26 de julho de 1930. É filiado ao PSOL desde 2005 e foi candidato à Presidência da República do Brasil nas eleições de 2010, obtendo a quarta posição, com 886.816 votos (0,87%). Formado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo em 1954, militou na Juventude Universitária Católica, da qual foi presidente, e na Ação Popular, organização de esquerda surgida a partir dos movimentos leigos da Ação Católica Brasileira. É membro da Academia de Letras de São João da Boa Vista, onde ocupa a cadeira de nº18 do Patrono João Cabral de Melo Neto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário